Componentes

18/05/2022 / 4 meses ½ atrás

Tudo sobre RODAS

Tudo sobre RODAS

Este artigo sobre rodas de bicicleta  não tem a intenção de direcionar os ciclistas para um ou outro tamanho de bicicleta, e nem em ser definitivo na opinião sobre as diferenças; o objetivo é fornecer informações técnicas sobre dados geométricos de alcance e sobre a dinâmica da bicicleta.

 
 
TABELA DE TAMANHO MTB
 
 

AROS 26″, 27,5″ OU 29″?

Falando do posicionamento do biker nas bicicletas aro 26, 27,5 e 29, ele se dá por conta do alcance real dos quadros, ou stack e reach.

Mas o que é isso?

Reach – Distância horizontal entre o centro do movimento central e o centro do tubo da caixa de direção, no topo. Indica o comprimento da frente do quadro.

Stack – Distância vertical entre o centro do movimento central e o centro do tubo da caixa de direção, no topo. Indica altura da frente do quadro

Entre as 3, a aro 26 possui o mesmo tamanho, dentro do mesmo modelo e fabricante, o menor stack e maior reach, depois vem a 27,5 que ganha um pouco mais de stack e diminui um pouco o reach e depois a 29 que ganha ainda mais stack e diminui um pouco mais o reach.

Você pode entender que trata-se de uma medida virtual, não levando em conta nem o tamanho do tubo da direção nem ângulo, e sim a que altura e distância o fabricante montou ele com ângulo de 90° em relação ao movimento central (coroas)

 

 

Quando fazemos a comparação pelo stack e reach, estamos neutralizando o tubo de selim e comparando a parte do quadro que realmente deve ser comparada, e mais, que não pode ser modificada.

Vamos a um exemplo prático e em condição normalizada (são só exemplos, os números expostos aqui não são regras):

Em uma 26″, com um guidão de 650 milímetros e 5 graus de curva para trás. O quadro possui um stack de 570 mm e mais 35 milímetros de espaçadores acima do quadro, contando a caixa de direção, e uma mesa de 80 mm -7 graus em um reach de 400 mm.

Se ele fosse para uma 27.5″ atingindo o mesmo posicionamento e considerando claro, o mesmo ponto de contato com a bike (mesmo guidão), sendo o 27.5″ um quadro com 585 mm de stack, ele teria 20 mm de espaçadores contado com a caixa de direção, e tendo um reach de 390 mm, ele teria uma mesa de 90 mm e -7 graus.

Se ele fosse para uma 29″, com stack de 600 mm, ele teria apenas 5 milímetros de espaçadores e tendo esse quadro um reach de 385 mm, uma mesa de 95 mm e os mesmos -7 graus.

Simples assim. Todos complicam demais a conta de quadros e comparação, com tubo de selim, comprimento horizontal de quadro e etc….

Mas e que quadro eu devo usar? Boa pergunta, mas em conta em que posição você deseja andar?

Depois de testar isso em um simulador de posicionamento e com a escolha do formato de guidão, selim e definição da mesa, veremos se você vai andar em uma 26″ cheia de espaçadores no movimento de direção, e uma mesa positiva (ou talvez não) ou se você vai para uma 27.5″ com menos espaçadores ou mesmo uma mesa mais neutra, ou se vai para uma 29 sem espaçadores e uma mesa mais negativa (ou se vai ficar muito alto em uma 26). 

Poxa, mas você está falando que uma é melhor, ou outra?

Não, estou apenas mostrando que há muito mais do que peso ou marca para se escolher uma bicicleta, é a biomecânica e ainda na posição que almeja, ou se vai simplesmente andar “adaptado” á bike.

Se o exposto te deixou pensando, grava essa parte, quanto menor o ciclista, menor a bike, menor a roda… o oposto também vale, então se você tem acima de 1,90m pense seriamente em uma aro 29”, se tem abaixo de 1,60m, pense que a 29” pode não ser a melhor solução.

Este esquema abaixo frisa as diferenças dinâmicas dessas 3 medidas

Por que as 26″, 27,5″ ou 29″?

ÂNGULO DE ATAQUE AOS OBSTÁCULOS

Quanto menor o ângulo de ataque, melhor

26″ = x (controle)

27,5″ = -4%

29″= -6%

A roda 29″ ultrapassa os obstáculos com maior facilidade e segurança. Porém, essa diferença entre a performance da roda 27,5″ e da 29″ é de apenas 2% ?

O maior diâmetro da roda traduz-se em duas vantagens significativas: conforto e confiança. Um ângulo de ataque baixo significa que a roda ultrapassa – literalmente – por cima dos obstáculos com menores perdas de energia e maior linearidade global, favorecendo a confiança do atleta.

Testes comparativos confirmam que a performance em trilhas ou subidas acidentadas é gradualmente superior quando maior for o tamanho de roda. O menor ângulo de ataque e tração superior da roda 27,5″ e 29″ face às 26″, aumenta a capacidade de ultrapassar obstáculos em todas as condições.

 

 

DINÂMICA DE ACELERAÇÃO VS INÉRCIA

Quanto maior a roda, maior é a energia!

26″ = x (referência)

27,5″= +1,5%

29″ = +3,6%

A roda 29″ consome mais 3,6% de energia no arranque, mas acumula maior energia cinética em movimento. A roda 27,5″ consome menos 2,1% de energia do que a 29″.

A vantagem mais importante das bicicletas 27,5″ face às 29″ é a aceleração mais rápida. É justo aquela espécie de intervalo para perceber a resposta na bicicleta, que o atleta sente quando pedala com vigor no momento do arranque ou recuperação de velocidade.

Este comportamento é afetado não só pelo peso global da bicicleta, mas também pelo peso dinâmico das rodas (inércia). Quanto mais longe estiver o peso do centro da roda, maior é o consumo de energia na aceleração. Contudo, uma bicicleta roda 29″ consegue uma vantagem a que mais nenhuma se equipara: mantém velocidades mais elevadas com menor consumo de energia devido à maior acumulação de energia cinética.

PESO GLOBAL

Quanto menor o peso, melhor… isso é indiscutível.

26″ = x (referência)

27,5″ = +5

29″ = +12%

A roda 27,5″ é 5% mais pesada do que a 26″ e 7% mais leve do que a 29″.

A roda 29″ é 12% mais pesada do que a 26″.

Existem dois tipos de peso que afetam a performance da bicicleta: o peso

global da bicicleta e o peso dinâmico.

PESO GLOBAL DA BICICLETA

Numa comparação direta entre bicicletas 26″, 27,5″ e 29″ idênticas, existem diferenças significativas. Como seria de esperar, uma 26″ é um pouco mais leve do que uma 27,5″ e substancialmente mais leve do que uma 29″… e cada grama a menos ajuda o atleta a ser mais rápido (não sei se a conta é tão direta assim, mas….)

PESO DINÂMICO DAS RODAS

Em comparação com os 12% de diferença entre uma 26″ e uma 29″, o peso de um par de rodas 27,5″ completo (roda + pneu + câmara/selante) é apenas 5% maior do que uma roda 26″.. e quanto maior for a roda, pior é a performance em subida ou aceleração. O peso dinâmico da roda 29″ é sempre maior, mas possui uma relação mais equilibrada com altas velocidades, ou seja, quanto maior é a velocidade, maior é o peso dinâmico e maior a facilidade em manter velocidades elevadas. (essa é uma questão difícil, pois as rodas maiores tem mais peso, mas tem mais tração como será visto abaixo… então é uma comparação mais difícil de ser feita)

ÁREA DE CONTATO DO PNEU / CONFORTO

Quanto maior a área de contato do pneu com o solo, melhor!

26″ = 6 cm

27,5″ = 8cm

29″ = 9cm

A roda 29″ tem a maior área de contato com o terreno!

A diferença da 27,5″ para a 29″ é de apenas 1cm.

Quanto maior o diâmetro da roda, maior é a área de contato do pneu. A maior área de contato resulta em maior tração, capacidade de desaceleração e segurança em curva. A roda 27,5″ tem uma área de contacto semelhante à roda 29″, com uma diferença técnica de apenas 1cm.

Em suma, continuamos com nossas dúvidas. Observe todos critérios para a escolha da bicicleta, que não seja fulano falou isso, e ciclano falou aquilo, ou fulano sentiu…. filtre!!!

Se você quer uma posição na bike, encontre ela primeiro e depois coloque a bicicleta em cima, pois você é o piloto.

Para tirar suas dúvidas, escolha mais stack e menos reach (provavelmente um quadro com rodas maiores); se ficou espremido em uma 29 com uma mesa extremamente negativa, sem espaçadores, com o selim na posição de recuo e altura corretos, e está se sentindo em uma CALOI 10 (nada contra a bike, é só um exemplo); vá para uma bike com menos stack, talvez uma com o aro menor.

E não pense que isso acontece com X ou Y altura de ciclista, ou talvez vá para uma 29 de outro fabricante, ou uma 27.5, não sei….

Nós temos números exatos para compararmos os quadros, não precisamos de adivinhações, e nem mesmo da informação que meu melhor amigo se adaptou à posição de uma 29, ou de uma 27.5.

Você é único e deve ser tratado como tal; o importante é saber o que se adapta a você, e se essa condição atende suas expectativas. Cada ciclista tem sua altura de selim, seu recuo de selim, tolerância à mudanças, nível de flexibilidade, lesões e objetivos diferentes; bem como diferentes condições financeiras.

 

Conta pra gente o que achou!

0 comentário

Deixe seu comentário

Comentário

Nome

E-mail

Quanto é 4 + 4?

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)

[BANNER HOME][PUBLICIDADE] Quer vender sua bike hoje? clique aqui!
[BANNER BLOG][PUBLICIDADE] Pensando em trocar de bike
[BANNER BLOG][PUBLICIDADE] Fale com os nossos especialistas
Tudo sobre RODAS

Siga a More Bikers no Instagram, clique aqui